Notícias
Deputado questiona Doria sobre plano para evitar explosão de covid-19 nas praias de SP

Deputado questiona Doria sobre plano para evitar explosão de covid-19 nas praias de SP

21/12/2020
Fonte: G1
Compartilhar: Whatsapp

Ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha teme que milhões de paulistas sejam expostos ao coronavírus nas praias superlotadas no início do verão

 

O ex-ministro da Saúde e deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) questionou o governo de João Doria (PSDB) sobre um plano para impedir a explosão de novos casos de covid-19 nas praias de São Paulo, tradicionalmente superlotadas no final do ano e início de janeiro. E que se houver, quando o plano deverá ser apresentado. Em ofício enviado ao secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, Padilha manifesta preocupação com o aumento de casos e de mortes nas cidades do litoral paulista.

“Os números da contaminação pela covid-19 na Baixada Santista estão subindo a níveis muito preocupantes. E soma-se à essa preocupação a chegada do verão, feriados do fim de ano e o período de férias, em que milhões de paulistanos se deslocam para as cidades da região”, diz trecho do documento assinado por Padilha. O deputado, que é médico, integra a Comissão Externa da Câmara dos Deputados que discute ações contra o avanço da covid, que já matou mais de 185 mil pessoas no país – cerca de 45 mil delas no estado do São Paulo.

Covid-19 no litoral

A região da Baixada Santista, que engloba os municípios de Santos, São Vicente, Guarujá, Cubatão, Bertioga, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe, tinha mais de 77 mil casos confirmados de covid-19 e mais de 2.724 mortos na última quarta-feira (16). Há ainda 2.863 casos suspeitos, 116 óbitos sob investigação. O número oficial de mortes diárias é 19. Conseguiram se recuperar 64.423 pacientes. As praias localizadas nesses municípios estão entre as mais procuradas pelos paulistas no fim de ano e férias.

Em São Vicente, a prefeitura ampliou o horário de funcionamento do comércio dos dias 12 a 23. Galerias, lojas de rua e camelódromos podem ficar abertos das 9h às 22h. Shoppings têm permissão para funcionar das 10h às 23h. A prorrogação, segundo a prefeitura, tem o objetivo de evitar aglomerações durante as compras de fim de ano. Na entrada do ano de 2020, mais de 1,2 milhão de veículos desceram a Serra, segundo a Ecovias, empresa que administra o sistema Anchieta-Imigrantes.